domingo, 14 de dezembro de 2014

RETRATO PINTADO





Preparo a tela
Coloco sobre o cavalete
Ao lado a palete de tintas
Na mão direita, quase trêmula, seguro o pincel
Trêmula por apreciar tua beleza
Minha inspiração, musa
Toda nua adormecida sobre a cama
Gostaria de terminar em borrões pela tela
e deitar ao teu lado
Despir-me e nos abraçarmos
Abraços apertados
Neste corpo perfumado e delicado
Delicadeza em porte e em charme, meiga
Um doce, fazendo dengos e manhas
Doce beijo
De lábios rosados, bem feito
Não cansar de beijar
Meus dedos se enroscam
Nos cabelos dourados e cacheados
Descendo e deslizando, teu corpo apertando
Acariciando, provocando
Os olhos admirados fixam-se
Ora na tela, ora em ti
Esboço cada curva, as linhas
Perfeição nos detalhes
As cores misturam-se, confundem
Assim como confunde os meus sentimentos
Mistura de amor, paixão, prazer, desejo
Não quero acabar esta pintura
Para ficar te admirando
Não tenho presa de te amar
Para ter você sempre junto a mim
E ver este quadro fixado em meus sonhos


Wagner Pires

Nenhum comentário: