terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

PREGUIÇA


Melhor maneira de despertar nesta manhã do silêncio da minha solidão ao tranquilo som da leve chuva que cai no vazio do asfalto abandonado e esquecido. Nem o vento se faz soprar, deixando ainda mais a sensação desértica, pois até a poeira tem a preguiça de levantar-se para percorrer a rua. Prefiro ainda ficar a observar e na mente contar os sessenta passos do acelerado ponteiro que demoradamente fará movimentar o mais pequeno até ter a coragem de poder levantar-me.



Wagner Pires

Nenhum comentário: