sábado, 24 de maio de 2014

MADRUGADA


O sono vai-se embora na madrugada
Lembranças de você
Sonhos com você
Seu rosto é uma fotografia guardada
No porta retrato na minha memória
Viro o corpo, reviro a mente
Planejo nosso encontro
Só quero ter você
Não importa o lugar
Importa o tempo
Meu inimigo nesta longa distância
Carrasco numa espera
Sem definição, situação imprevisível
(ou até mesmo previsível)
Sou refém deste tempo
E neste COTIDIANO
Não sei onde nos levará
Mas você sempre estará no meu coração
Mesmo que seja numa solitária madrugada fria




Wagner Luis Pires

Nenhum comentário: