quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

VIDAS SQUASH


Um relacionamento: conjugal, familiar, profissional, ou até mesmo uma simples amizade, tem que ser como uma partida de Squash; onde uma pessoal lança a bolinha que bate na parede e a outra tem que rebater, e assim por diante.

Se apenas um tem vontade, se apenas um tem opinião, se apenas um tem direitos, o outro somente deveres, isso não é um jogo.

Tudo bem que um relacionamento não é uma competição onde deverá ter um vencedor. Porém, uma palavra lançada, ou uma atitude executada, deve ser rebatida, senão seria como lançar uma pedra no rio.

Ah, mas no tênis, no Tênis de Mesa, no Ping Ping, entre outros esportes também joga-se uma bolinha para ser rebatida.

Diferentemente destes esportes, no Squash os competidores estão lado a lado, disputando e alternando o lugar no espaço, aguardando o momento de executar o seu movimento.

Saber dividir o mesmo espaço respeitando o movimento de cada um, e em seu momento, com as habilidades que cada um dispõe e oferece.

Isto é saber relacionar-se.


Wagner Pires

Nenhum comentário: