segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

REAPRESENTAÇÃO




          COTIDIANO  é  um mundo mix que vai desde a culinária até as críticas irritantes e chatas. Tudo bem, sem importar-me.

          Este é o espaço para diversão, descontração, lazer com uma pitada de melancolia. É a sala de visitas para conhecidos e anônimos darem uma espiadinha e deixar os comentários para um diálogo.

          Entre uma conversa e outra degustar um prato doce ou salgado; aceita-se pedidos e sugestões.

          O COTIDIANO num ambiente acústico de trilha sonora de quem já foi profissional, assistindo a vídeos: eclético. Literatura amadora em crônicas, contos e prosas; críticas à sociedade anti social. Palavras lógicas sem lógica e sem sentido que expressam os sentidos do sentimento como o tempo: primavera, verão, outono e inverno - uns dias frios outros nem tanto; sempre decorada com a arte da fotografia moldurando o contexto da alma nestas vernissages.

          Clima do mundo, hora do mundo, notícias do mundo.

          O mundo pode passar por aqui. O mundo sem cor e sem raça porque a raça humana é sem cor; a raça humana é preta e é branca, porém é desumana quando distingui suas cores.

          Por isso o COTIDIANO é em preto e branco em tons de cinza, para mostrar que todos nós somos pretos e somos brancos com a alma cinzenta, alma poluída e corrupta que necessita de curas através de medicamentos diários que vem da Palavra.

          Memes e citações fazem os intervalos, que não são comerciais.

          O universo e seus fusos horários não param e gira 24 horas por dia sem intervalo e sem descanso.

          Mas o COTIDIANO cansa, e no descanso ele sonha.

          Sonhos reais, sonhos impossíveis, sonhos de ficção que poderão se ver no futuro. Visíveis, vividos no passado; desejado: utopia.

          Amores vividos, amores sofridos, amores desejados e o que nunca desaparecerá: amor paternal.

          Aprendendo ou errando, este e o cotidiano que segue o seu rumo enquanto o COTIDIANO existir.


Wagner Pires

Nenhum comentário: